A+ | A- | Imprimir | Ouça a MSG | Ant | Post

Saíste da pátria em que nasceste, tomado por sentimentos contraditórios, buscando afirmação pessoal e conquista de valores que te projetassem como criatura em outro país.
Não saberias dizer porque escolheste um em detrimento de outro. É provável que visitaste alguns tentando sintonizar com o seu povo, sua cultura, seus hábitos, definindo-te em permanecer nesse que ora te encontras.
Talvez hajas anelado por fazê-lo desde a infância, em razão de ignota afetividade que nutrias ou impulsionado por alguma reminiscência em particular que o mesmo te inspirava.
Certamente, também, porque te sentias deslocado na terra-mãe, sofrendo amarguras, frustrações ou saudades indefinidas de algo que não saberias explicar.
É possível que tenhas sofrido desde o berço animosidades gratuitas e maus tratos no lar, ou que te deixaste iludir por informações falsas de que no Exterior as facilidades para o progresso eram imensas, atraindo-te para que te decidisses romper com as raízes afetivas em verdadeira aventura, confiando no futuro e na própria garra...
Pode ter acontecido que hajas vindo estudar, ampliando as possibilidades de conquistares mais cultura, adquirires um título universitário que te abrisse portas de trabalho mais compensador.
Seja porém, qual for a razão eleita, estás no lugar certo, sem que antes te houvesses dado conta que esses fatores, que se conjugaram ou que agiram isoladamente, conduziram-te ao sítio no qual os teus vínculos evolutivos são mais fortes e com o qual tens compromisso a resgatar.
Esse exílio a que te entregaste por livre opção, tem suas motivações no passado espiritual, quando te comportaste de maneira incorreta, gerando débito que agora ressarces graças a misericórdia de Deus.
Ninguém foge da sua realidade espiritual. Evade-se de um para outro lugar, a fim de atender aos apelos do inconsciente sob os impulsos do eu superior que administra a existência física.
Assim sendo, desperta para a consciência do dever que assumiste antes de reencarnar e transforma a tua experiência atual em vitória sobre o teu pretérito, armazenando bens que te facultem a felicidade que anelas.
Em muitas ocasiões sentiste o coração despedaçado por angústias e saudades em razão dos sofrimentos experimentados, e desejaste retornar, não o conseguindo porque te sentes agrilhoado ao novo solo, compreendendo que nele deves permanecer.
A dor, em realidade, quando se está comprometido com a Consciência Cósmica, alcança aquele que se endividou onde quer que se encontre, nunca podendo fugir do reajuste moral.
Nessa formosa conjuntura, estás assinalado com uma tarefa da qual ainda não te deste conta, ou melhor, não compreendeste a magnitude.
Travaste contato com a doutrina de Jesus que o Espiritismo restaura, porque o sofrimento se te instalou no coração, e nela encontraste alívio, esperança nova. Essa dádiva dilatou-te os horizontes do entendimento, oferecendo-te sentido psicológico à existência atual. Agora estás seguro da imortalidade do Espírito, da justiça da reencarnação, da grandiosidade da vida.
Porque malbarataste oportunidades anteriores onde hoje te encontras, retornas, a fim de edificar o reino da esperança, convidando tuas antigas vítimas ou comparsas a um reestudo do ser, das propostas existenciais, dos objetivos humanos.
À semelhança dos cristãos primitivos em funções humildes terás ensejo de aconselhar, apresentar a grandeza do Evangelho despido dos atavios que o desvirtuaram, da excelência da racional e da justiça dos renascimentos corporais.
Não apenas falarás a esse respeito, sobretudo demonstrarás por intermédio de tua conduta sadia, de teu caráter reto e pelo respeito que concederes aos demais seres, não fazendo a outrem aquilo que não gostarias que te fizessem...
Lentamente o teu esforço alcançará a acústica das almas, mesmo a daquelas que, aparentemente se apresentam mais surdas, os corações mais endurecidos, sensibilizando-os com os teus exemplos de alegria e dignidade bem como a tua saúde moral ante as vicissitudes.
Não te preocupes quanto aos resultados. A tua é a tarefa de semear e semear, de modo que a sarça e o escalracho do materialismo e do cinismo cedam lugar à plantação de amor e de ternura que um dia se coroará de flores e de sementes de luz.
Nos dias heróicos do Cristianismo, os exemplos de Pedro e Paulo mediante a palavra e o holocausto, foram seguidos pelos anônimos que adubaram o solo sáfaro das arenas cobertas de sangue e de destroços humanos, demonstrando a grandeza da mensagem libertadora.
Quem poderia imaginar que aquele pugilo de criaturas, algumas quase insignificantes, social e economicamente, abalariam o Império Romano, mudando-lhe a estrutura comportamental!?
Lamentavelmente, os continuadores da lavoura cristã inverteram o sentido da mensagem, transformando-a em instrumento infamante do poder temporal e de projeção pessoal, culminando nas infelizes guerras de religião, nas implacáveis perseguições em nome da e da doutrina...
Porque houvesse previsto a defecção dos futuros seguidores da Sua palavra, compreendendo a fragilidade do ser humano ainda não consciente das altas responsabilidades que lhe dizem respeito na vida, Ele prometeu o Consolador, que viria restabelecer a autenticidade dos ensinos e ampliar o conhecimento sobre os mesmos, quando a ciência houvesse desenvolvido o pensamento, oferecendo instrumentos tecnológicos para comprovar-lhe o conteúdo.
Assim considerando, estás convidado a restaurar-Lhe as lições, ampliando-as e utilizando-as de forma a reconstruir a sociedade, cujos fundamentos serão colocados no amor, no respeito pelo próximo, pela Natureza, pela Vida.
Utiliza-te, portanto, com sabedoria da ocasião ditosa que desfrutas e esparze a claridade da Doutrina Espírita por onde passes, dignificando-a com os teus exemplos e vivendo-a em plenitude através de cujo comportamento te sentirás feliz.


Por: Joanna de Ângelis, Médium: Divaldo Pereira Franco


Leia Também:

Convite à Reflexão: por Joanna de Ângelis
Deus Sempre: por Joanna de Ângelis
Filho Deficiente: por Joanna de Ângelis
Oportunidade e Dezaso: por Joanna de Ângelis
Vigilância: por Joanna de Ângelis

Avalie Esssa MSG

2 Voto(s) 0 Voto(s)

Comentários