Caridade

    Faze da caridade a redentora chama
    Cuja auréola solar, renovadora e pura,
    Seja paz e consolo à sombra e à desventura
    Do espinheiral da dor em que o fel se derrama...

    Surja embora a aflição, ajuda, espera e ama!
    Não te firam na Terra a maldade e a secura...
    Segue plantando o bem, na noite imensa e escura
    Em que a ilusão tateia, imersa em treva e lama.

    Vergastado, sorri! Humilhado, abençoa!...
    E nas lutas cruéis com que o mal te aguilhoa
    Sustenta na renúncia a força de vencê-las.

    E um dia, a caridade em que, humilde, te abrasas,
    Tecer-te-á, cantando, a luz de níveas asas
    Para a glória imortal, no fulgor das estrelas.


    A+ | A- | Imprimir | Envie para um(a) amigo(a) | Mensagem Anterior | Posterior | Ouça o conteudo



    Acesse todas as Mensagens