A+ | A- | Imprimir | Ouça a MSG | Ant | Post

Nosso lar, nossa escola primeira.
Dentro do recinto onde nos unimos às criaturas amadas e àquelas outras que a necessidade espiritual colocou junto ao nosso coração, começam o nosso aprendizado e o nosso ensinamento de caridade legítima.
Saibamos doar alimento e socorro ao faminto de pão ou de luz que nos bate à porta do coração, na exemplificação constante do bem, em todos os nossos atos.
Lembremo-nos de que aquela criança ou aquele familiar que contigo comunga a intimidade do lar, olha-se e mira-se no espelho de teus atos e todas as tuas atitudes plasmam neles costumes e atos no amanhã.
Aprendamos com os que nos dirigem, mas saibamos ensinar os que conosco lidam no ambiente doméstico, na prática cotidiana do bem, a começar na aceitação plena e consciente das criaturas que nos cercam, como nossos testes maiores não só na beneficência, mas na prática viva da benevolência.


Por: Camilo Chaves, Caso tenha ou possua, envie-nos a referência desse texto.


Leia Também:

Fora da Caridade não há Salvação?: por Alkindar de Oliveira
Caridade no Lar: por Camilo Chaves
Caridade Essencial: por Emmanuel
Caridade Cristã: por Idalina
Caridade, A Meta!: por Joanna de Ângelis

Avalie Esssa MSG

5 Voto(s) 0 Voto(s)

Comentários