A+ | A- | Imprimir | Ouça a MSG | Ant | Post

Contemplo-te, roseira, em vagas de perfume...
A exaltação da cor resplandece e domina...
Pétalas de rubis na touca esmeraldina,
Toda beleza em ti como que se resume!...

Surge o Homem, porém... Lâmina em fino gume,
Decepa a veste em luz que te guarda e acetina...
Relegada à nudez, mutilada e mofina,
Suporta na raiz nova carga de estrume!...

No entanto, estranha ao lodo e aos podões agressores,
Recobres-te de verde e lança novas flores,
Leal à vida em si que te nutre e socorre!...

Alma, fita a roseira humilde, atenta e boa,
Embora o fel do mundo, ama, serve, abençoa
E encontrarás com Deus o amor que nunca morre.


Por: Narcisa Amália, Do livro: Servidores no Além, Médium: Francisco Cândido Xavier – Espíritos Diversos


Leia Também:

Homem da Terra: por Augusto dos Anjos
Aula Viva: por Narcisa Amália
O Homem Jesus: por Momento Espírita
Homo: por Augusto dos Anjos
Mensagem da Criança ao Homem: por Meimei

Avalie Esssa MSG

0 Voto(s) 0 Voto(s)

Comentários