A+ | A- | Imprimir | Ouça a MSG | Ant | Post

Reacendem-se os fogos da batalha.
Chora de angústia o mundo miserando,
Caim passa, de novo, dominando
A civilização que se estraçalha...

As bastardas paixões gritam em bando,
Misturando-se no coro da metralha,
Tudo pavor e morte, sem que valha
A voz da no vórtice nefando.

Sobre as filosofias dos compêndios.
Há misérias, canhões, trevas, incêndios,
Desventuras que o homem não socorre!

Mas o Cristo, que nunca desespera,
Ama sempre e elabora a nova era
Na vitória do bem que nunca morre.


Por: Augusto dos Anjos, Caso tenha ou possua, envie-nos a referência desse texto.


Leia Também:

Vendo o Homem: por Augusto dos Anjos
De Irmão para Irmão: por Augusto dos Anjos
A Grande Vitória: por Augusto dos Anjos
Ante o Calvário: por Augusto dos Anjos
Voz do Infinito: por Augusto dos Anjos

Avalie Esssa MSG

2 Voto(s) 0 Voto(s)

Comentários