Ressurreição a R$350.000

    A revista "VEJA", edição de nº 1762, de 31/07/2002, em reportagem intitulada "A esperança congelada", aborda uma nova indústria que está surgindo para congelar corpos após a morte dos mesmos.
    Se a história da Humanidade se repete, esta aí mais uma prova. O maior laboratório no ramo de congelamento de corpos post mortem, denominado ALCOR, revela que há pelo menos 1.000 pessoas vivas planejando os próprios congelamentos.
    O cadáver é mergulhado de cabeça para baixo em nitrogênio líqüido, à temperatura de 196 graus negativos, ficando à espera da ressurreição. O descongelamento ocorreria quando a cura da doença que vitimou aquela pessoa fosse descoberta. A segunda condição para isso seria a descoberta de uma técnica segura para o processo de retorno à temperatura normal, já que as últimas tentativas nesse sentido fracassaram redondamente.
    Esse processo denominado criogenia demonstrou-se eficaz em células reprodutivas e até em embriões, mas no organismo como um todo, só o tempo dirá. Existem pessoas que optando por um plano mais econômico de congelamento, pagaram para apenas a cabeça ser congelada, esperando o dia em que essa parte do ser humano puder ser implantada num corpo que tiver condições de vida! Seria essa uma ressurreição parcial?! Viver para ver!
    O laboratório ALCOR, sem proporcionar nenhuma garantia quanto ao sucesso do processo da criogenia, cobra cerca de 120.000 dólares e na marcha em que a moeda americana caminha, nos cálculos de hoje, o custo real seria de 350.000 reais! Não dá para a maioria dos brasileiros ressuscitarem, não!
    Esse desespero de retornar à vida no mesmo corpo, lembra os processos de mumificação do antigo Egito.
    Os especialistas nesse estudo de congelação, afirmam que o prazo estimado dos primeiros descongelamentos será de 20 a 100 anos. Para que pagar essa fortuna por um corpo velho, se já poderemos estar reencarnados em um corpo novinho e sem nenhum custo do ponto de vista material?!
    Como retornar à vida um corpo que esgotou ou entregou seu princípio vital ao todo universal?
    Como retornar à vida um corpo que teve desligado de si o seu comandante que é o espírito imortal?
    Tem mais! As qualidades que esse ser humano apresentava, suas características como pessoa na época de sua existência, não retornarão com o corpo físico descongelado porque eram qualidades inerentes ao espírito imortal e não ao veículo físico!
    Isso considerando a possibilidade de realmente poder recuperar-se um corpo congelado como um todo durante tantos anos.
    A criogenia de células reprodutoras ou de embriões que ainda não se desenvolveram é uma coisa. Trazer de volta à vida física um corpo completo, esgotado em sua vitalidade por alguma causa que o levou à morte, é outra imensamente diferente.
    Como fazer um sangue congelado por anos voltar a movimentar-se em direção de todas as células do corpo, levando os nutrientes necessários à vida?
    Como fazer retornar às suas funções um cérebro, um coração, um fígado, rins, pulmões, sistema digestivo, sistema excretor, após anos de inatividade?
    Não se trata de descongelar uma célula reprodutiva ou algumas células de um embrião. São milhões de células que precisarão voltar a funcionar para que o todo retorne à vida.
    Poderá um dia a ciência chegar a essa conquista? Creio que somente o rolar inexorável do tempo poderá responder. Só que continuo em meu raciocínio: não é muito mais fácil aceitar a reencarnação, quando todos poderemos voltar com nossas qualidades e defeitos para um corpo especialmente construído para essa nova existência? E de graça! Pelo menos sob o ponto de vista material. Talvez seja esse o problema. Quem e como lucrar?
    Não é muito mais de acordo com os princípios da própria ciência reencarnar do que ressurgir no mesmo veículo físico esgotado em suas possibilidades de existir?
    pensaram o desastre para o ser espiritual ficar prisioneiro de um corpo congelado durante anos, sem saber da possibilidade ou não de poder voltar?
    E o choque de conviver com uma geração que não é mais a mesma?
    Não é muito mais atraente podermos adquirir de graça um carro 0 km do que ficarmos aguardando um veículo estragado pelo tempo, com peças difíceis de serem encontradas e, por isso mesmo, muito caras?
    Quanto tempo mais de vida o corpo descongelado poderia ter, submetido às Leis implacáveis da Natureza?
    Esperar de 20 a 100 anos pelo descongelamento para viver quantos anos mais nesse corpo?
    Vamos e venhamos, esquecendo que somos espíritas para não ferir a susceptibilidade de ninguém, não é muito mais fácil aceitar e reencarnar do que ficar congelado à espera de algo que poderá dar errado?
    Bendita Doutrina dos Espíritos! Quantos sofrimentos e sonhos quiméricos a Humanidade deixará de experimentar quando deixar o orgulho de lado e abrir-se, sem preconceitos, aos ensinamentos do Consolador prometido por Jesus!


    A+ | A- | Imprimir | Envie para um(a) amigo(a) | Mensagem Anterior | Posterior | Ouça o conteudo



    Acesse todas as Mensagens