Letreiros da Morte

    Saudade de alguém que morre
    Significa, no fundo,
    Aroma do roseiral
    Que o morto plantou no mundo.

    A morte não provocada
    É bênção que Deus envia,
    Lembrando noite estrelada
    Quando chega o fim do dia.

    A Terra – escola bendita.
    O sofrimento – lição.
    O corpo – a prisão da vida.
    A morte – libertação.

    Para quem cumpre o dever.
    Por mais que o dever enfade
    A morte é a cadeia aberta
    No dia da liberdade.

    Procura o bem, faze o bem.
    Não percas tempo, nem vez,
    Que a gente leva da vida
    Somente a vida que fez.


    A+ | A- | Imprimir | Envie para um(a) amigo(a) | Mensagem Anterior | Posterior | Ouça o conteudo



    Acesse todas as Mensagens