Confronto

    Ante o materialismo que ensombra ainda muitos caminhos na Terra, indaga de ti mesmo, em que terá ele sido bom para as criaturas.

    E, ao mesmo tempo, nessa contabilidade da alma, ouve as testemunhas de Jesus, expondo-lhe a grandeza.

    Escuta história dos corações arrancados à delinqüência da alma, os depoimentos dos pais consolados à frente de filhos desertores; os poemas de aflição das mães que se resguardaram na embarcação da , sob as tempestades das provações e das lágrimas; os hinos de paz interior dos que perdoaram as ofensas e as injúrias recebidas, considerando os agressores quais seus próprios irmãos; as páginas de heroísmo dos que souberam amar no espinheiro do sacrifício; as epopéias ocultas dos que venceram tentações e desafios das trevas na intimidade do próprio ser; o cântico das crianças resgatadas da doença e da morte; e as preces daqueles outros que aceitaram a enfermidade e a desencarnação, abençoando-lhe o nome e louvando-lhe o imenso amor.

    Pergunta em teus cálculos, quantas criaturas o materialismo afastou do pessimismo e do suicídio; da violência e do desespero e, por outro lado, relaciona todas aquelas que Jesus conduziu à esperança e à coragem, à renovação e à alegria.

    Se necessitas de semelhante confronto para conhecer a verdade, faze isso e acertarás.


    A+ | A- | Imprimir | Envie para um(a) amigo(a) | Mensagem Anterior | Posterior | Ouça o conteudo



    Acesse todas as Mensagens