A+ | A- | Imprimir | Ouça a MSG | Ant | Post

Nhô Cacique, na Roça do Boi Manso,
Engolia a branquinha assossegado,
Mas dizia que estava obsedado,
Encolhido na rede de balanço.

Um dia, na sessão de Nhô Picanço
Ele falou ao guia incorporado:
-“Ah! meu irmão, tem dó de meu estado!...
Que defunto perturba meu descanso?”

O guia disse:”Deus te fortaleça...
Pega o arado! Serviço na cabeça
Cura esse sofrimento que te abafa!...

Morto que te persegue, Nhô cacique,
É a cana doce, morta no alambique,
Enterrada na boca de garrafa.”


Por: Cornélio Pires, Do livro: Poetas Redivivos, Médium: Francisco Cândido Xavier – Autores diversos


Leia Também:

Pedacinho: por Jair Presente
Num Domingo de Calor: por Irmão X
Obsessão e Cura: por Albino Teixeira
Processos Obsessivos: por Kelvin Van Dine
Encontro Singular: por Irmão X

Avalie Esssa MSG

0 Voto(s) 0 Voto(s)

Comentários