A+ | A- | Imprimir | Ouça a MSG | Ant | Post

Espíritas:

Pelas portas da Ciência e da Filosofia, atingireis o altar da Nova Revelação.

Através de numerosos experimentos, indagastes quanto aos problemas do ser e do destino, da dor e da morte, e os Espíritos da Luz vos trouxeram a mensagem do Céu, conclamando-vos à sublimação espiritual.

E agora, quando a Codificação Kardequiana se avizinha do seu centenário de existência, compele-nos reafirmar-vos, perante o Segundo Congresso Espírita do Estado de Minas Gerais, que o Espiritismo é a Religião do Amor Universal, sob a inspiração de Nosso Senhor Jesus Cristo, restabelecendo a Verdade em seus fundamentos Divinos.

Se a nossa Doutrina Renovadora traduz explicação da inteligência, é também engrandecimento do coração.

Nossa bandeira é a Boa Nova rediviva.

Nossos centros de estudos são templos de elevação.

Nossas instituições de assistência social, representam santuários vivos da fraternidade, onde Jesus é venerado na pessoa dos nossos semelhantes.

Nosso trabalho individual, em favor do bem, na solução das nossas responsabilidades morais, à frente da família e da sociedade constitui o culto diário de nossa obediência às Leis Senhor.

Tanto quanto no Cristianismo primitivo, puro e simples, a caridade para nós não possui privilégios e nem fronteiras e a , para manifestar-se, não reclama lugares especiais.

Allan Kardec, o Apóstolo, foi claro em suas linhas primordiais, na edificação Doutrinária.

Nosso esquema é – TRABALHO.

Nosso lema é – SOLIDARIEDADE.

Nossa senha é – TOLERÂNCIA.

Agir, auxiliar e compreender para fazer, aperfeiçoar e esperar na conquista da vitória com Cristo, Nosso Mestre e Senhor.

Não vos iludais!

Enquanto a Humanidade se mergulha em lutas, na angustiada elaboração do milênio vindouro, guardais convosco a luz soberana do porvir.

O Céu conta convosco, tanto quanto contais com o Céu.

Não olvideis!

A nossa tarefa não é tão somente aquela da demonstração positiva da sobrevivência do homem além da morte, mas, acima de tudo, é a obrigação de materializarmos, cada dia, a essência dos ensinos cristãos em nossas vidas, convertendo o Espiritismo, sob a égide do Evangelho de Jesus, na religião da paz e da felicidade para o mundo inteiro.

Se desejas a bênção da paz, simplifica a própria vida para que a tranqüilidade te favoreça.


Por: Bezerra de Menezes, Do livro: Mentores e Seareiros, Médium: Francisco Cândido Xavier


Leia Também:

Simplicidade e Grandeza do Espiritismo: por Orson Carrara
O Livro - Libelo: por Hilário Silva
Viagem Espírita: por Orson Carrara
Comprometimento com a Causa Espírita: por Orson Carrara
Trecho de Conversa: por Irmão X

Avalie Esssa MSG

6 Voto(s) 0 Voto(s)

Comentários