A+ | A- | Imprimir | Ouça a MSG | Ant | Post

Quando estiveres a ponto de sucumbir, dá-te outra oportunidade e chama por Deus.

No momento amargo da deserção, concede-te a esperança e ora a Deus.

No açodar da revolta, quando te encontrares a ponto de explodir, transfere o gesto louco e confia em Deus.

Diante da áspera ingratidão que te agride, sentindo-te enlouquecer, pensa em Deus e aguarda.

Desolado, em face das várias tentativas fracassadas, quando já quase não acreditas em nada e pretendes o aniquilamento da razão, intenta outra vez e espera a ajuda de Deus.

Se tudo em volta veste-se de escuridão e o dia claro já passou, substituído pela noite pavorosa do desalento e das mágoas, sentindo-te a borda da loucura, grita por Deus e acende uma débil chama para iluminar a treva.

Insiste, ainda, um pouco mais.

Não desistas com facilidade.

Faculta-te uma nova tentativa.

O deserto imenso é feito de grãos de areia em movimento.

A tempestade avassaladora se constitui de moléculas invisíveis que se aglutinam.

E o Universo é o resultado de partículas infinitamente imperceptíveis que o amor de Deus reúne mediante as “leis de atração e repulsão” geradoras de equilíbrio.

Assim, os teus momentos difíceis de agora estarão transpostos logo mais, se souberes reunir as forças combalidas e perseverar na irrestrita confiança em Deus.


Por: Joanna de Ângelis, Médium: Divaldo Pereira Franco


Leia Também:

Convite à Reflexão: por Joanna de Ângelis
Deus Sempre: por Joanna de Ângelis
Filho Deficiente: por Joanna de Ângelis
Oportunidade e Dezaso: por Joanna de Ângelis
Vigilância: por Joanna de Ângelis

Avalie Esssa MSG

1 Voto(s) 0 Voto(s)

Comentários