A+ | A- | Imprimir | Ouça a MSG | Ant | Post

Nosso grupo de trabalho espírita-Cristão, em verdade, assemelha-se ao campo consagrado à lavoura comum. Almas em pranto que o procuram simbolizam terrenos alagadiços que nos cabe arenar proveitosamente.
Observadores agressivos e rudes são espinheiros magnéticos que devemos remover sem alarde.
Frequentadores enquistados na ociosidade mental constituem gleba sêca que nos compete irrigar com carinho.
Criaturas de boa índole, mas vacilantes na , expressam erva frágil que nos pede socorro até o tempo que a favoreça.
Confrades irritadiços, padecendo melindres pessoais infindáveis, são os arbustos carcomidos por vermes de feio aspecto.
Irmãos sonhadores, eficiente nas idéias e negativos na ação, representam flores improdutivas.
Pedinchões inveterados, que nunca movem os braços nas boas obras, afiguram-se-nos folhagem estéril que precisamos suportar com paciência.
Amigos dedicados ao mexerico e ao sarcasmo são pássaros arrasadores que prejudicam a sementeira.
O companheiro, porém, que traz consigo o coração, é o semeador que sai com Jesus a semear, ajudando incessantemente a execução do Plano Divino e preparando a seara do Amor e da Sabedoria, em favor da humanidade, no futuro infinito.


Por: André Luiz, Médium: Francisco Cândido Xavier


Tags

ANDRÉ LUIZ

Leia Também:

Basta Um Minuto: por André Luiz
Mensagem de Conforto: por André Luiz
Na Hora da Crítica: por André Luiz
Reciprocidade: por André Luiz
Rogativas: por André Luiz

Avalie Esssa MSG

0 Voto(s) 0 Voto(s)

Comentários