Carrancismo

    O grupo solicitara a presença do Dr. Guillon Ribeiro, através do médium, para estudar os problemas da Instituição, e os amigos comentavam:

    - O que nos espanta é o carrancismo do presidente de nossa casa... Velharia nas providências, velharia nas decisões... – falava um deles.
    - E o rotinismo do tesoureiro? – dizia outro – pensa por padrões do outro século...
    - O que me assombra é nossa caminhada carro-de-boi – lamentava um terceiro. – Carrancismo, carrancismo...
    - Justamente – proclamava ainda outro - , não encontraríamos definição mais exata. Carrancismo é a praga de nossa diretoria.
    O Espírito amigo, que ocupara dignamente, e por longos anos, a direção da casa de Ismael, no Brasil, escutava, escutava...
    Pretendendo arrancar-lhe uma opinião, pediu um dos circunstantes:

    - E o senhor Dr. Guillon? Que diz o senhor acerca de nosso assunto?

    O benfeitor desencarnado deixou o silêncio em que se mantinha e falou, sorridente:

    - Sim, meus amigos, do ponto de vista em que se colocam, vocês têm razão, mas “carrancismo” é a palavra com que sempre definimos o trabalho da diretoria de qualquer Instituição da qual não façamos parte.


    A+ | A- | Imprimir | Envie para um(a) amigo(a) | Mensagem Anterior | Posterior | Ouça o conteudo



    Acesse todas as Mensagens