Nas Lições do Mestre

    Da aflição de encontrar
    Todos os lares cerrados,
    Retirou o Senhor
    A Luz Divina
    Da Manjedoura Gloriosa
    Para a Humanidade inteira;

    Das dificuldades de Nazaré
    Extraiu a lição do trabalho,
    Santificadora para todos os homens,
    Na carpintaria singela;

    Do dissabor de não ser ouvido
    Por juízes e sacerdotes, filósofos e doutores,
    Instruiu pescadores rudes e pobres,
    Exaltando a humildade em júbilos eternos;

    Da ausência de recursos materiais,
    Com desprezo dos poderosos,
    Fez o templo da natureza
    Entre árvores verdes e águas acolhedoras,
    Ensinando o Evangelho da renovação do mundo;

    Da angústia dos enfermos,
    Dos cegos e paralíticos,
    Que lhe ensopavam o caminho de lágrimas,
    Compôs cânticos de bondade e ,
    Revelando a compaixão infinita

    Da ingratidão dos beneficiários,
    Da deserção dos companheiros,
    Articulou ensinamentos de amor
    Para todos os tempos;

    Da perseguição e calúnia,
    Da ironia e do apodo,
    Com que lhe enchiam a solidão angustiada e terrível,
    Formou testemunhos da confiança completa
    Na perfeita fidelidade ao Supremo Senhor;

    Dos insultos e golpes,
    Das vergastadas e pedradas,
    Gravou hinos de vitória
    Com o perdão e a piedade;

    Por fim, fez da cruz,
    Oprobriosa e infamante,
    O caminho da ressurreição para a vida eterna,
    Iluminando as gerações de todos os séculos!...

    Se procuras o Cristo soberano,
    O Mestre e o Salvador,
    Ouve, aprendiz da redenção divina:
    - Que fazes da tua dor?


    A+ | A- | Imprimir | Envie para um(a) amigo(a) | Mensagem Anterior | Posterior

    Acesse todas as Mensagens