A Riqueza

    A riqueza por si só não é má.

    Bom ou mau é o fim para o qual seu possuidor a destina.

    Em mãos caridosas reverte-se em bênçãos e em auxílio que a muitos beneficiam.

    Em mãos egoístas transforma-se em fonte de tristeza e desilusão.

    Constitui-se ferramenta do progresso já que, sem ela, muito não se haveria operado. Não é possível, contudo, ascender às esferas superiores com o coração preso à matéria.

    “Desfaze-te de todos os teus bens e segue-me” disse Jesus.

    Não pretendia, com isso, condenar a riqueza e sim alertar quanto aos prejuízos do apego material e que mais rico é aquele que tem menos necessidades.

    Desprende-te das necessidades que a moda, a mídia, o consumismo te impõem.

    Luta e trabalha pela riqueza, mas roga a Deus que conduza tuas mãos, livrando-te do abuso.

    Aceita o pedido de Jesus e segue-o, trabalhando pelo teu aprimoramento moral, para o desenvolvimento das virtudes que te assegurarão a felicidade e a consciência tranqüila.


    Mensagem publicada no Seara Espírita, edição nº 100 de MARÇO de 2007.


    A+ | A- | Imprimir | Envie para um(a) amigo(a) | Mensagem Anterior | Posterior | Ouça o conteudo



    Acesse todas as Mensagens