Ponte Carcomida

    Uma senhora, médium já idosa, há muitos anos trabalhando na obsessão'>desobsessão, cooperando com os espíritos carentes de enfermagem espiritual, aproximou-se de Chico Xavier, ao término de uma de nossas reuniões de sábados no “Grupo Espírita da Prece”, e perguntou:
    - Chico, de que valerá uma médium já velha como eu? Não seria melhor que cedesse lugar aos médiuns mais jovens? ...
    Com a sabedoria de sempre, Chico respondeu:
    - Minha irmã, a ponte carcomida pelo tempo pode não mais suportar o peso dos veículos que transitam por ela, transportando pesadas cargas, mas ainda pode oferecer passagem para os que levam nas costas os fardos de alimento para os irmãos que esperam do outro lado...
    Compreendendo a lição, a desalentada médium septuagenária, sorriu, osculou a mão do medianeiro e perseverou, como ele mesmo, havia décadas, perseverava na tarefa de ser abençoada ponte entre as duas margens da Vida! ...


    A+ | A- | Imprimir | Envie para um(a) amigo(a) | Mensagem Anterior | Posterior | Ouça o conteudo



    Acesse todas as Mensagens