Há de se Distinguir Passividade do Pacifismo

    Existe um antagonismo de interpretação e execução entre os significados de ambas as palavras.

    A primeira, podemos considerá-la como uma situação que, ao ser seguida, e o é por muitos, coloca o homem na estagnação, na expectativa, sem nenhuma iniciativa de progresso, incompatível, portanto, com a necessidade de esforços, estudos e esclarecimento que é próprio de espírito em evolução.

    Ao contrário, o pacifismo, tão divulgado como tema político, e muito em voga nas relações diplomáticas dos tempos atuais, se bem estudado em seus significado verdadeiro e aplicado no entendimento fraterno entre os povos, é a característica do verdadeiro cristão, simbolizado pela imagem da pomba branca e clamado como tal, na essência das preces cristãs e nos temas dos pregadores do Evangelho.

    Aos espíritas que procuram entender a mensagem do Espírito da Verdade, pelo estudo da doutrina agora anunciada em bela campanha e com muito entusiasmo, conclamamos a todos muito esforço e dedicação para que não percam de vista o objetivo maior de nossos irmãos luminares.

    Preguem sempre a paz, porque foi essa a frase do Mestre no reencontro com seus discípulos no cenáculo. (João, Cap. XX, V.26)


    A+ | A- | Imprimir | Envie para um(a) amigo(a) | Mensagem Anterior | Posterior | Ouça o conteudo



    Acesse todas as Mensagens