Semelhanças

    A criança brincava distraidamente com a faca de cozinha.
    Olhava com atenção seu reflexo luminoso.
    Divertia-se em jogá-la com força, tentando cravar-lhe a ponta na terra fofa.
    De quando em quando, lançava-a para cima, gargalhando ao vê-la cair próximo a seu corpo.
    Outras vezes, passava o dedo ao correr da lâmina afiada.
    Quando a mãe o surpreendeu assim, tomou-lhe imediatamente o instrumento perigoso.
    Explicou-lhe com bondade o motivo de sua atitude.
    Relacionou casos de crianças, que se feriram com tais brinquedos.
    Apesar disso, entretanto, a birra foi enorme. Gritos e pinotes, embora a paciência da genitora. Quando a situação se tornou insuportável, medidas enérgicas foram tomadas, aprendendo a criança, por outros meios, o que recusara receber com brandura e carinho.
    Fatos semelhantes ocorrem conosco.
    Nos caminhos da vida, criamos problemas, que se constituem em verdadeiros perigos a nosso futuro espiritual.
    Alimentamos situações, que nos ameaçam a evolução da alma.
    Nutrimos fantasias incompatíveis com os interesses eternos.
    Contudo, quando a Providência Divina interfere a nosso favor, suprimindo privilégios e ilusões, agimos qual a criança rebelde, reclamando e exigindo, até que a Sabedoria de Deus, depois de nos lecionar com a misericórdia, resolva nos ensinar com a justiça.


    A+ | A- | Imprimir | Envie para um(a) amigo(a) | Mensagem Anterior | Posterior | Ouça o conteudo



    Acesse todas as Mensagens