Liberdade Alheia

    Costumamos providenciar tudo a benefício dos entes queridos quanto ao aprovisionamento de recursos naturais, esquecendo-nos, porém, bastas vezes, de doar-lhes a oportunidade de serem como devem ser.

    Nesse sentido, vasculhemos o próprio espírito e verificaremos quanto estimamos a faculdade de sermos nós próprios, de abraçar as crenças
    que se nos mostrem mais consentâneas com a capacidade de discernir, de sermos respeitados nas decisões que assumimos, de buscar o tipo de felicidade que mais se coadune com a paz de espírito, de escolher os amigos que nos pareçam mais dignos de atenção ou de afeto.

    Ainda quando nos enganemos, sabemos aproveitar a lição para subir na
    escala de nossas adaptação à realidade, debitando-nos os erros e
    fracassos, com que sejamos defrontados sem razão para nos queixarmos
    dos outros.


    A+ | A- | Imprimir | Envie para um(a) amigo(a) | Mensagem Anterior | Posterior | Ouça o conteudo



    Acesse todas as Mensagens