Doutrina Espírita: Por que escolhemos ser espíritas?

Escolhemos a Doutrina Espírita porque provavelmente ela responde as dúvidas e faz com que algumas peças soltas tenham sentido. O Espiritismo é um auxílio à evolução dos espíritos encarnados no planeta Terra, pois como filosofia e ciência elas nos alerta para o uso da razão.

Acreditar e explicar a reencarnação talvez seja um dos pontos que fazem as pessoas chegarem até a Doutrina Espírita. Muitas pessoas chegam até o Espiritismo com a necessidade de um consolo. Isso pode ocorrer devido às eventuais dificuldades da vida ou a perda de um ente querido.

Com uma visão apenas de efeito, não tendo a ciência das causas pregressas dos sofrimentos, algumas dessas questões ficam difíceis de serem compreendidas apenas nesta vida.

O Espiritismo se mostra fiel consolador e apresenta não apenas a existência eterna do espírito, como uma obra consoladora e esclarecedora. Além disso a Doutrina Espírita nos mostra a caridade como sendo o amor em ação, aquele amor dito por Jesus.

A Doutrina Espírita é, e apresenta em sua obra, o Cristianismo, a base do amor e do consolo aos irmãos. Deus é Todas Bondade e Misericórdia. Ele nos possibilita com a reencarnação a oportunidade de aprendizado para nos depurarmos moralmente e nos desenvolvemos intelectualmente.

Talvez não escolhemos ser espíritas; talvez ele nos escolheu. É importante refletirmos que o conhecimento proporcionado pelo espiritismo nos faz ter mais responsabilidades para com os demais e principalmente consigo mesmo.

Se você escolheu o espiritismo, tenha a certeza de que a construção de sua trajetória espiritual está respaldada por conhecimentos importantes. Esteja sempre disposta a instrução e busque em sua vida manter o sentimento de amor no coração e a ação deste amor em forma de caridade.


Fonte: Radio Boa Nova


Acesse o cartaz do evento e ajude a divulgar: Clique Aqui

3/6/2019

A+ | A- | Notícia Anterior | Posterior

Datas Importantes do Espiritismo

SETEMBRO

Dia 01 de 1865
Nasce Leôncio Correia, em Paranaguá, Paraná. Foi Presidente da Liga Espírita do Brasil, depois Liga Espírita do Estado da Guanabara. Desencarna em 19 de junho de 1950, no Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.
Dia 01 de 1873
Nasce Olímpio Alves Lisboa, em Guarapuava, Paraná. Foi Presidente da Federação Espírita do Paraná de 11.01.1920 a 09.01.1921 e de 08.01.1922 a 14.01.1923. Desencarna em Curitiba, em 13 de dezembro de 1941.
Dia 01 de 1875
Em Natal, Rio Grande do Norte, por Manoel Gomes da Silva, editado o primeiro jornal espírita do Rio Grande do Norte
Dia 02 de 1914
Desencarna Eugene Auguste Albert de Rochas, magnetizador e pesquisador dos fenômenos mediúnicos. Nasce em 20 de maio de 1837, em Saint-Firmin, Alpes, na França.
Dia 02 de 1982
Divaldo Pereira Franco realiza conferência na Universidade de Caxias do Sul, Rio Grande do Sul.
Dia 02 de 1984
Fundada a Sociedade Espírita Meimei, em Campo Mourão, Paraná.
Dia 03 de 1951
Em Goiânia, Goiás, fundada a Federação Espírita do Estado de Goiás.
Dia 03 de 1983
Divaldo Pereira Franco recebe Diploma da Federação de Estabelecimentos de Ensino Superior, em razão de sua conferência nas Faculdades Unidas de Bagé, Rio Grande do Sul.
Dia 03 de 1990
Div... Saiba mais...