Ministério Público anunciou acordo para a preservação do acervo de Chico Xavier

O Ministério Público anunciou na última terça-feira o acordo com Eurípedes Humberto Higino dos Reis, filho adotivo e herdeiro de Chico Xavier. O órgão pede que o acervo deixado pelo médium, que retornou à pátria espiritual, em 2002, no museu particular Casa de Chico Xavier, localizado na cidade de Uberaba seja catalogado.

Segundo a nota do MPF, o filho adotivo obrigou-se “a proceder ao inventário cultural e à organização de todo o patrimônio cultural, material e imaterial, relacionado ao médium Francisco Cândido Xavier, bem como a definir e executar as medidas de preservação e controle para proteção e salvaguarda de cada bem isoladamente ou em conjunto”.

Ainda de acordo com o órgão, o herdeiro de Chico Xavier deverá contratar equipes técnicas que, por sua vez, serão capacitadas pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). Ficará a cargo do Iphan e do Iepha (Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico), além da Fundação Cultural de Uberaba, a supervisão dos trabalhos, que deverão ser iniciados em 60 dias, com duração de 20 meses. Esses órgãos deverão ainda validar os produtos e resultados dos trabalhos.

O MPF informou que uma visita técnica feita ao local teria comprovado a necessidade de identificação e catalogação de todos os itens pertencentes ao museu. No local estão expostos, entre outros objetos: livros, esculturas, imagens sacras, mobiliário e fotografias. Também estão no recinto roupas e documentos deixados pelo médium. O MPF afirma ter detectado risco de deterioração ou até de extravio dos bens.

Uma visita técnica feita por especialistas do Ibram (Instituto Brasileiro de Museus) detectou que os bens não possuíam nenhum tipo de instrumento de registro, controle e segurança.

Conforme o MPF, o acordo foi enviado ao juízo da 1ª Vara Federal, na qual tramita a ação, e aguarda a homologação judicial.

Em entrevista ao site UOL, Eurípedes Reis, disse que apesar de ter acatado a determinação do MPF, discordou da possibilidade de que os objetos possam sofrer danos ou serem furtados.

Reis afirmou que os advogados que o representam na ação serão encarregados de contratar os profissionais.


Fonte: RBN


Acesse o cartaz do evento e ajude a divulgar: Clique Aqui

27/2/2014

Notícia Anterior | Posterior

Datas Importantes do Espiritismo

SETEMBRO

Dia 01 de 1865
Nasce Leôncio Correia, em Paranaguá, Paraná. Foi Presidente da Liga Espírita do Brasil, depois Liga Espírita do Estado da Guanabara. Desencarna em 19 de junho de 1950, no Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.
Dia 01 de 1873
Nasce Olímpio Alves Lisboa, em Guarapuava, Paraná. Foi Presidente da Federação Espírita do Paraná de 11.01.1920 a 09.01.1921 e de 08.01.1922 a 14.01.1923. Desencarna em Curitiba, em 13 de dezembro de 1941.
Dia 01 de 1875
Em Natal, Rio Grande do Norte, por Manoel Gomes da Silva, editado o primeiro jornal espírita do Rio Grande do Norte
Dia 02 de 1914
Desencarna Eugene Auguste Albert de Rochas, magnetizador e pesquisador dos fenômenos mediúnicos. Nasce em 20 de maio de 1837, em Saint-Firmin, Alpes, na França.
Dia 02 de 1982
Divaldo Pereira Franco realiza conferência na Universidade de Caxias do Sul, Rio Grande do Sul.
Dia 02 de 1984
Fundada a Sociedade Espírita Meimei, em Campo Mourão, Paraná.
Dia 03 de 1951
Em Goiânia, Goiás, fundada a Federação Espírita do Estado de Goiás.
Dia 03 de 1983
Divaldo Pereira Franco recebe Diploma da Federação de Estabelecimentos de Ensino Superior, em razão de sua conferência nas Faculdades Unidas de Bagé, Rio Grande do Sul.
Dia 03 de 1990
Div... Saiba mais...