Você não pode perder a 20ª Bienal Internacional do Livro

De 14 a 24 de agosto, no Pavilhão de Exposições do Anhembi. Grande oportunidade para troca cultural, interação entre os participantes, encontro de grandes editoras e difusão da literatura. O maior evento cultural da América Latina e o segundo maior do mercado editorial do mundo.

A equipe de reportagem da Rede Boa Nova de Rádio fará a cobertura do evento, com entradas ao vivo, durante a programação, com todas as novidades do movimento espírita na 20ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo. 2008.

Numa promoção conjunta da Adeler – Associação das Editoras, Distribuidoras e Divulgadoras do Livro Espírita e da FEB, o estande "Livros Espíritas", contará com mais de 15 editoras, que exporão as principais obras da literatura espírita num dos maiores espaços da Bienal.

São 490m² localizados em um dos pontos de maior destaque do evento. Tudo para divulgar o espiritismo com o máximo de qualidade e abrangência.

Visite o site da Adeler e conheça mais sobre os editores espíritas, catálogos, autores e autógrafos que você pode encontrar na Bienal - www.adeler.com.br
Estande Adeler - Avenida 2 - Ruas I e J

A Federação Espírita Brasileira (FEB) estará pela sexta vez presente na 20ª Bienal Internacional do Livro.

Nesta edição, a FEB participa do evento com mais de 400 títulos, em um estande de 250 m² com lançamentos, relançamentos e com um espaço literário com autógrafos, bate-papo sobre obras, atividades com crianças e muito mais.


ESPAÇOS E ATIVIDADES CULTURAIS OFICIAIS:
Ler é Minha Praia: Grande novidade de todas as Bienais, é dedicado a receber crianças e adolescentes. Abrange visitas orientadas às editoras com atividades para este público e um espaço exclusivo com 2 mil metros quadrados cheios de atividades lúdicas para desenvolver o gosto pela leitura.

Salão de Idéias Volkswagen: reúne o público com grandes nomes da literatura, do jornalismo, das artes e da crítica literária (quatro a cinco sessões diárias).

Espaço Literário Ipiranga: historiadores, antropólogos, pesquisadores, professores e escritores debatem com os visitantes temas relacionados a importantes temas da literatura e da história brasileira (duas a três sessões diárias, de 15 a 24 de agosto).

Fala, Professor! Submarino: ciclo de palestras dedicadas ao processo de educação continuada dos professores de Ensino Fundamental e Médio de escolas públicas e particulares (duas a três sessões diárias, de 15 a 23 de agosto).

Espaço Universitário HSBC: conversa entre estudantes e mestres das principais universidades do país e profissionais renomados sobre mercado de trabalho (três sessões diárias, de 15 a 22 de agosto).

Um pavilhão cheio de livros: mais de 2 milhões de exemplares, dos mais variados gêneros literários, à disposição do público visitante.

Mega-Origami: com 57 cm de altura, foi criado pelo origamista Carlos Gênova em comemoração ao Centenário da Imigração Japonesa para o Brasil (Escrituras Editora).

Maior Caça-Palavras do Mundo: com 3,20 metros de largura por 1,30 metros de altura e 18 mil letras, o maior Caça-Palavras do Mundo - registrado no Guinness Book - estará à disposição do público interessado em encarar o desafio (Coquetel).

Maior Livro do Mundo: a edição especial do livro O Pequeno Príncipe tem 2,01 metros de altura por 3,08 metros de largura - quando aberto - e 128 páginas, também registrado no Guinness Book (Ediouro).

Maior Palavra-Cruzada Direta do Mundo: de volta à Bienal do Livro de São Paulo, a palavra-cruzada direta tem 3,45 metros de largura e 1,30 metros de altura, e mais de 3.200 perguntas que poderão ser respondidas pelos visitantes da Bienal (Coquetel).

Maior Jornal do Mundo: uma página suspensa com 2,7 metros de largura e 3,4 metros de altura estará à disposição do público (Ediouro).

Audiolivros: editoras que produzem exclusivamente audiolivros (gravação do conteúdo de um livro em voz alta) estarão na Bienal com mais de 50 lançamentos (Audiolivros, Ao Pé do Ouvido e Livro Falante).

Sebo: pela primeira vez a Bienal do Livro de São Paulo terá um dos mais tradicionais sebos de São Paulo entre seus expositores, que vai oferecer uma seção de livros raríssimos, datados entre os anos de 1500 e 1900 (Sebo do Messias).

Atividades Sensoriais: a Fundação Dorina Nowill promoverá demonstração dos livros acessíveis, jogos interativos e brincadeiras sensoriais em que crianças terão os olhos vendados para explorarem a percepção dos outros sentidos.

200 anos do livro no Brasil: a chegada da família real portuguesa ao Brasil, em 1808, marca não só a criação da indústria do livro no País como também o primeiro passo para a formação da Biblioteca Nacional. A efeméride é destaque em lançamentos e títulos de diversas editoras e integra a programação cultural oficial.

Machado de Assis: para lembrar os 100 anos da morte do escritor, as editoras levam à Bienal lançamentos e reedições de clássicos. Entre os destaques que estão textos raros, ensaios sobre sua obra, versões em audiolivros e adaptações para os quadrinhos. Machado também será um dos temas destacados na programação cultural oficial.

Centenário da Imigração Japonesa: as editoras programaram uma série de lançamentos e atividades nos estandes, como aulas de origami, ikebanas e pipas. O assunto também será um dos temas destacados na programação cultural oficial.

SERVIÇOS AO PÚBLICO

A Bienal do Livro de São Paulo oferece uma grande variedade de serviços para facilitar a vida dos visitantes e tornar sua ida ao evento uma experiência das mais agradáveis:
• Ônibus grátis a partir da estação Tietê do Metrô, diariamente das 8h30 às 22h30
• Carrinhos de bebê grátis e fraldário para os pais com filhos pequenos;
• Uma área para Crianças Perdidas com entretenimento enquanto aguardam a chegada dos responsáveis;
• Carrinhos elétricos e cadeiras de rodas para pessoas com deficiência
• Praça de Alimentação com 2 mil metros quadrados e várias opções de cardápio oferecidas por 10 estabelecimentos;
• Posto de Informações com sistema de busca de livros
• Caixas eletrônicos: Itaú, HSBC, Bradesco e Banco 24 Horas
• 30 guichês de bilheteria e mais 30 para atender Profissionais do segmento editorial.


LIVRO DE TODOS
A obra literária coletiva foi lançada em maio, como parte da campanha publicitária da 20a Bienal Internacional do Livro de São Paulo. Ao todo, foram recebidos 362 textos de 173 autores-participantes diferentes. O livro, que tem o primeiro capítulo escrito por Moacyr Scliar e ilustração da capa criada por Maurício de Souza, será lançado durante a Bienal, dia 16.

50 ANOS DO PRÊMIO JABUTI
O mais tradicional prêmio nacional de Literatura completa cinco décadas com uma exposição e saraus com alguns dos vencedores da premiação ao longo dos anos. A programação cultural oficial também conta com a participação de mais de 20 destes vencedores conversando com o público.

20ª BIENAL INTERNACIONAL DO LIVRO DE SÃO PAULO
Data: de 14 a 24 de agosto de 2008
Horário: das 10h às 22h
Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi - São Paulo - SP
Local:Avenida Olavo Fontoura, 1.209 - Santana

INFORMAÇÕES PARA O PÚBLICO:
• Entrada: R$ 10,00
• Estudantes e Aposentados: R$ 5,00
• Crianças até 12 anos, maiores de 65 anos, pessoas com deficiência, professores, autores e profissionais do livro: Grátis
• Ônibus gratuito a partir da Estação Tietê do Metrô diariamente das 8h30 às 22h30
• Estacionamento no local: R$ 20,00

Realização: CBL - Câmara Brasileira do Livro

www.bienaldolivrosp.com.br


Fonte: Jornalismo RBN


Acesse o cartaz do evento e ajude a divulgar: Clique Aqui

Notícia Anterior | Posterior

Datas Importantes do Espiritismo

NOVEMBRO

Dia 01 de 1890
Em 01de Novembro de 1890, a Federação Espírita Brasileira, através do <<Reformador>>, dirige ao Sr. Ministro da Justiça uma longa defesa contra os artigos 157 e158 do novo Código Penal, artigos que embaraçavam a prática do Espíritismo.
Dia 01 de 1918
DESENCARNAÇÃO EURÍPEDES BARSANULFO
Dia 02 de 1951
DESENCARNAÇÃO LÍCIO GUEDES TRINDADE
Dia 03 de 1990
REALIZAÇÃO CONGRESSO MUNDIAL DE ESPIRITISMO, em Liége, Bélgica, presidido por Rafael Gonzáles Molina
Dia 20 de 1889
20/11/1889 - Os jornais de Nova Iorque publicam uma declaração assinda por Margarida Fox, na qual ela confessa que sua declaração anterior, contrária ao Espíritismo, foi-lhe obtida com promessas de riqueza.

... Saiba mais...