Ramiro Gama

Nascido no dia 27 de dezembro de 1898, em Tristão da Câmara, distrito de Petrópolis, Estado do Rio de Janeiro, e desencarnado no dia 20 de maio de 1981, na cidade do Rio de Janeiro.

Ramiro Gama nasceu filho de José Rodrigues de Araújo Gama e Gertrudes Pereira de Souza Gama.

Era casado com Maria José Costa de Oliveira Gama, de cujo casamento nasceram três filhos: José Vicente (desencarnado), Ramiro, oficial da Aeronáutica, e Djalma, advogado, deixa também 9 netos e uma filha adotiva, Sônia.

Era aposentado da Estrada de Ferro Central do Brasil, no cargo de professor.

Jornalista, escritor, poeta, conferencista e espírita dos mais atuantes.

Participou de inúmeros Congressos e outros eventos espíritas, foi o criador das Semanas Espíritas, em 1939, na cidade de Três Rios, juntamente com a inesquecível Rita Cerqueira (Mãe Ritinha) e outros companheiros.

A primeira Semana Espírita de que se tem notícia, com a participação de Leopoldo Machado, Carlos Imbassahy, Manoel Quintão, Jacques Aboab, Sebastião Lasneau e tantos outros.

Deixou vinte livros publicados: “Estuário”, “Augusto dos Anjos”, ”História de um Coração”, “Português em 20 lições”, “O meu fanal”, “Lindos casos de Chico Xavier”, “O Bom Pastor”, “De irmão para irmão”, “Lindos casos de Bezerra de Menezes”, “Teatro Espírita”(dois volumes), “Evangelho e Educação”, “Viagem ao Norte e Nordeste Espírita”, “Lindos casos do Evangelho”, “O amor de nossas vidas”, Seareiros da Primeira Hora”, “Irmãos do bom combate”, “Os mortos estão de pé”, Lindos casos de mediunidade gloriosa”, “Faz isso e viverás”.

Deixou mais de 10 livros inéditos.

Colaborou com quase toda a Imprensa Espírita do País e várias do Estrangeiro.

Participou de inúmeros programas de Rádio e fundou o jornal “O Nosso Guia”, já extinto.

Viajou por quase todo o Brasil a serviço do Espiritismo.


LUCENA, Antônio de Souza e GODOY, Paulo Alves. Personagens do Espiritismo. Edições FEESP, 1982. 1ª edição, SP.
Extraído do site: espiritismogi.com.br

A+ | A- | Imprimir | Envie para um(a) amigo(a)