Pensamento e Vida

    Em palavras singelas, foi o Pensamento Criador do Supremo Arquiteto que gerou o oceano infinito de energia que, condensada, fez o Universo materializado. E pelas Leis da Evolução, passando pela Vida, originaram-se os seres que culminaram no homem, a caminho da Angelitude, no roteiro do Infinito que é o Amor Total.
    Depois do amor, o pensamento é a maior de todas as forças. O pensamento, nos seres humanos, é o motor da ação. Daí, nós todos sermos o que pensamos. O teor do pensamento é dado pelo seu conteúdo de Amor, isto é, de respeito pela Criação Divina, desde a Natureza até os nossos semelhantes, conforme a Regra de Ouro que o Cristo vivenciou e nos deixou: Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos.
    Nossos pensamentos e nossas ações determinam o nosso futuro.
    Extraímos de antigo livreto do Círculo Esotérico da Comunhão do Pensamento o parágrafo seguinte que nos proporciona salutar esclarecimento:
    “Bons pensamentos e atos bons jamais produzirão maus resultados, da mesma forma que maus pensamentos e maus atos jamais produzirão bons resultados. Embora não pareça, o pensamento não pode ser mantido em segredo, porque ele se cristaliza rapidamente em hábitos e os hábitos se concretizam em circunstâncias. Pensamentos de medo, dúvida e indecisão, por exemplo, cristalizam-se em hábitos fracos e irresolutos, os quais se concretizam em circunstâncias de perdas e de dependência. Pensamentos de ódio e condenação cristalizam-se em hábitos de acusação, os quais se concretizam em circunstâncias de injúria e perseguição. Mas, pensamentos de coragem, autoconfiança e decisão cristalizam-se em hábitos energéticos, os quais se concretizam em circunstâncias de boas realizações e liberdade. Pensamentos de amor e de altruísmo cristalizam-se em hábitos de disposição espontânea para perdoar, os quais se concretizam em circunstâncias de seguro contentamento, caridade, beneficência, amizade, fraternidade, de alegria sadia e de felicidade”.
    Doença e saúde têm muito a ver com o pensamento que, como sabemos, é o motor da ação, seja pelos débitos que esta ação gerou no passado encarnatório, seja pelo que o pensamento poderá gerar na encarnação presente. Pensamentos doentios adoecerão o corpo e abalarão o nosso estado psíquico. “Namora a doença e te casarás com ela”, diz o ditado. As pessoas que vivem sob o medo da doença são as que mais adoecem. A angústia e a tensão levam todo o corpo a entrar num rápido processo de abatimento e o deixa aberto às enfermidades. Pensamentos impuros e negativos, de ódio, ressentimento, inveja, desconfiança, cinismo, revolta e não-aceitação da realidade, não tardarão a destruir o sistema nervoso.
    O nosso íntimo perturbado nos torna desagradáveis e antipáticos aos outros, afasta de nós as pessoas sérias que nos poderiam ajudar. Entretanto, bons pensamentos e boas ações geram vibrações boas em torno de nós, atraindo o belo e o bom.
    Para nós, espíritas, que somos convictos da Presença Divina e Misericordiosa em nós, do valor incalculável da prece-pensamento e cientes dos princípios morais, aos quais buscamos aderir cada vez mais pela aplicação da nossa livre vontade, não teremos dificuldades de objetivar nossos pensamentos para nossa plena realização espiritual e também material, pois àquele que busca o Reino de Deus e sua Justiça, tudo o mais ser-lhe-á dado de acréscimo.

    O autor é expositor espírita

    BOX PARA A MATÉRIA PENSAMENTO E VIDA

    O que disse Kardec?*
    Pensamento: “Pelo só fato da presença dos encarnados numa assembléia, os fluidos ambientes serão, pois, salubres ou insalubres, conforme os pensamentos dominantes forem bons ou maus. Quem quer que traga consigo pensamentos de ódio, de inveja, de ciúme, de orgulho, de egoísmo, de animosidade, de cupidez, de falsidade, de hipocrisia, de murmuração, de malevolência, numa palavra, pensamento colhido da fonte das más paixões, espalha em torno de si eflúvios fluídicos malsãos que reagem sobre os que o cercam. Ao contrário, na mesma assembléia em que cada um só trouxesse sentimentos de bondade, de caridade, de humildade, de devotamento desinteressado, de benevolência e de amor ao próximo, o ar seria impregnado de emanações salutares, em meio às quais se sente viver mais à vontade” (Revista Espírita, maio de 1867).

    Vida: “(...) Portanto, o ser humano é um complexo coordenado e integrado num todo, cuja vida se manifesta: pela ação da matéria orgânica ou corpo físico impregnado de fluido vital, e pelo espírito, interligados pelo elo energético: perispírito. E deste somatório: matéria + espírito + perispírito, a vida se irradia em cada ato respiratório, no pensamento, na fala, ou emissão das palavras, nos movimentos, na percepção dos órgão sensoriais, no crescimento físico, nas atitudes, no aprendizado constante. ‘O conjunto de órgãos constitui uma espécie de mecanismo que recebe estímulo da atividade íntima ou princípio vital que existe neles. O princípio vital é a força motriz dos corpos orgânicos”. (O Livro dos Espíritos, questões 60 a 75).


    A+ | A- | Imprimir | Envie para um(a) amigo(a) | Mensagem Anterior | Posterior | Ouça o conteudo



    Acesse todas as Mensagens