Construção Autoiluminativa

    Diante das tempestades que estrugem vigorosas na atualidade, ceifando algumas das belas construções da inteligência humana, por ausência da iluminação espiritual do amor, quase tombas no desânimo.

    O esforço que aplicas em favor da divulgação do Evangelho, elevando-te quase ao êxtase de comunhão com a Erraticidade Superior, aparentemente não consegue penetrar nos corações amigos de modo a alterarem o comportamento para a vivência da Doutrina de Jesus.

    Alguns se deslumbram e tecem elogios verbais, sinceros, sem dúvida; no entanto, mantêm as mesmas atitudes materialistas que caracterizam os dias atuais, nos quais estorcegam sob o domínio das paixões nefastas.

    Outros nem sequer deixam transparecer as emoções, parecendo anestesiados e nisso comprazendo-se, porque ouvem a palavra terapêutica de libertação e permitem-se arrastar pelos automatismos do cotidiano.

    Grande número de amigos afetuosos permanecem amargos e depressivos, a tudo censurando em intérmina exaltação do ego acostumado à crítica doentia e destrutiva.

    As pessoas falam-te sobre o Reino de Deus como um mito belo e fantástico, impossível de ser conquistado, não obstante aceitem Jesus e repitam algumas das Suas palavras de memória.

    Ante o insucesso aparente do Bem e os naufrágios morais, sociais, econômicos e espirituais nos equívocos perturbadores, permites que um véu de tristeza desça sobre a tua face e a melancolia sussurre aos ouvidos dos teus sentimentos palavras de desânimo, como se a luz estivesse sob densa treva que não consegue diluir.

    Não te preocupes com as ocorrências menos felizes que repletam os periódicos e os veículos de comunicação de massa, assim como as virtuais quase sempre fúteis e tóxicas, que são transitórias e logo substituídas pelas abençoadas conquistas da verdade e do amor.

    Essas experiências oferecem compreensão em torno dos fenômenos existenciais, lapidam as imperfeições do Espírito, aprimoram as qualidades elevadas que dormem em germe no ser e aguardam o momento para desenvolver-se.

    Desse modo, mantém o bom ânimo, nunca desanimando.

    Considera que os habitantes do planeta querido encontram-se em diferentes níveis de consciência, alguns ainda adormecidos no primitivismo, na expectativa da ajuda para crescer espiritualmente.

    Os teus irmãos mais difíceis de convivência são o laboratório para as tuas experiências do amor e da caridade moral.

    Não fujas deles, nem os antipatizes, porque geram dificuldades e criam problemas em tua volta.

    Felizmente já podes discernir entre os valores éticos e optaste por aqueles que dignificam e promovem o ser.

    Indubitavelmente a Humanidade em conjunto tem crescido e, embora os dias tormentosos que se enfrentam, nunca houve tanto amor na Terra como hoje, que se expressa por intermédio do respeito à natureza e às suas criaturas, solidariedade nos momentos difíceis e lutas culturais em favor de leis mais justas e governos menos arbitrários.

    Em muitos lugares já se respira o clima de esperança e de bondade.

    No teu esforço de auto-iluminação, tem em vista que a paciência é fator primordial para o êxito.

    Os triunfadores sempre enfrentaram dificuldades que somente eles sabem.

    Não é fácil viver-se os ideais de grandeza moral tendo em vista a transformação da sociedade para melhor.

    A velha geração, acostumada a esmagar, subtrair, mentir e impor falsas filosofias de justiça e de prazer, luta com tenacidade contra a nova que anela pela libertação das injunções penosas e lentamente são substituídas por mais se utilizem da força e da crueldade.

    O Senhor da Vida acompanha a marcha das Suas criaturas e inspira os seus representantes, deles cuidando com afeto e constância.

    No exercício da paciência, faz-se imprescindível o autocontrole que demonstra a eficácia da ciência da paz.

    O célebre escritor francês Gustave Flaubert escreveu com sabedoria: Talento significa uma enorme paciência. Quando exercemos a paciência, nos alinhamos melhor aos ritmos naturais da vida. Há uma estação para tudo. Esta é a lei da Natureza. Com paciência tomam-se melhores decisões.

    Examinemos a paciência de Mandela, que esteve preso por vinte e sete anos, num total de dez mil dias e que, ao ser libertado, libertou da opressão o seu povo, o seu país.

    Persevera naquilo que crês, pois sabes que o amor é a única solução para todas as dificuldades humanas. O que não conseguires hoje, lograrás amanhã, se souberes permanecer firme e sem desalento.

    A resposta de toda sementeira nem sempre corresponde ao que espera o semeador. Nada obstante, um grão que germina e atinge o objetivo produz muito mais do que todos que foram utilizados e nem sequer sobreviveram.

    Renaceste na Terra para contribuir em favor da Era Nova; aliás, todos que se encontram hoje no planeta, estão em preparativos para a grande transição que se vem operando desde há algum tempo.

    No divino calendário não existe pressa, mas o ritmo das leis de equilíbrio, para que cada acontecimento suceda no instante próprio.

    Assim também ocorre com o programa de amor para os habitantes do planeta.

    Aqueles que hoje recalcitram mais tarde retornam pela trilha da afetividade que é de sabor imortalista.

    Não te atormentes,pois.

    Cuida do teu aprimoramento interior, compreende o teu irmão de jornada e ajuda-o quanto possas, sem desfalecimento.

    Se agora sofres incompreensões e desafios, não interrompas a marcha, porque esses são sinais de êxito no teu empreendimento de iluminação.

    Jesus, que nos ama desde o princípio dos tempos, apesar da nossa tremenda ingratidão, nunca desistirá de nós.

    Permanece contribuindo para que o ser, que somos aos Seus cuidados, cresça sempre e alcance a plenitude.


    A+ | A- | Imprimir | Envie para um(a) amigo(a) | Mensagem Anterior | Posterior | Ouça o conteudo



    Acesse todas as Mensagens