Acusados

    Acusados, sofrei seja qual for a pena
    Que o mundo vos imponha à dolorosa via,
    Sofrei sem revidar a palavra sombria
    Da pancada verbal que vos fere e envenena...

    O sarcasmo acolhei, de alma forte e serena, 
    Não resguardeis convosco o fel da rebeldia!...
    A Bondade dos Céus vos fortalece e guia
    Para longe da treva em que se vos condena!

    Deus sabe até que ponto a culpa vos deprime,
    E ante as Leis da Justiça equânime e sublime,
    Exorta-vos ao bem, no bem que vos descerra...

    Calai-vos no perdão, e, refazendo a vida,
    Encontrareis de novo, a paz indefinida
    De quem constrói no amor a redenção da Terra!


    A+ | A- | Imprimir | Envie para um(a) amigo(a) | Mensagem Anterior | Posterior | Ouça o conteudo



    Acesse todas as Mensagens