A+ | A- | Imprimir | Ouça a MSG | Ant | Post

Ante as provas do mundo a que a vida te lance,
Não te sintas a sós, alma querida,
O amor é a luz os Céus, em toda parte,
Para a sustentação a própria vida.

Se algo te fere o coração ou pisa o sonho,
Não chores, nem te inclines para trás,
Ama, serve e prossegue construindo
Que o bem se te fará conforto e paz.

Fui ao campo aprender simplicidade
E admirada vi, de alma surpresa,
Que toda a evolução do homem se realiza
Pelo extremado amor da natureza.

O Solo me explicou:- Há milênios recolho
Lixo, pancadaria, lodo e estrume
Mas devo responder aos golpes recebidos
Com celeiros de pão e vagas de perfume.

A Pedreira me disse:- o martelo me oprime,
A dinamite me estraçalha e arrasa
Para doar ao homem segurança, 
Na proteção de sua própria casa.

Ouvi, no subsolo, a raiz da Roseira 
A esclarecer-me sem quaisquer rancores:
- Ouço dizer que tenho rosas lindas,
Mas nunca vi as minhas próprias flores.

Disse o Minério Bruto: - sei que o fogo
Purificar-me-á, de pedaço em pedaço,
Enviando-me ao corpo do Progresso
Por vínculos de apoio e nervos de aço...

Então reconheci que, em toda a Terra,
Do recurso mais nobre aos mais plebeus
A vida inteira brilha e se aprimora
Sobre o amor e o perdão da grandeza de Deus.


Por: Maria Dolores, Do livro: Seara de Fé, Médium: Francisco Cândido Xavier


Leia Também:

Amor: por Batuira
Amor e Diálogo: por Desconhecido
Ato de Amor: por Momento Espírita
A Ingratidão e o Amor: por Richard Simonetti
Com Amor: por Emmanuel

Avalie Esssa MSG

7 Voto(s) 0 Voto(s)

Comentários